Hoje começa oficialmente a distribuição em massa do single DRIVING AIMLESSLY para as rádios e websites. A versão foi liberada ontem, mas somente publicada hoje nas redes sociais para deleite dos fãs. Faixa título do novo álbum de Deep Factory em parceria com um time de peso nos vocais, marca o início de uma nova fase na carreira do produtor. Com o lançamento recente de seu próprio selo, muito provavelmente o álbum será lançado simultaneamente pela JV Recordings e também pela Aura Virgin Records. É a primeira vez que isso acontece. 
Para as rádios um pack digital com uma capa diferente da divulgada nos sites traz três faixas idênticas em seu conteúdo, porém diferenciadas apenas pela chamada inicial onde o próprio Fredy Costa faz menções ao single em português, inglês e uma faixa sem a chamada, que é a que foi liberada de 03:35 de duração. Acompanha também o pack, um banner de divulgação o qual segue abaixo. Aumente o som e compartilhe! 
É isso mesmo. Oficialmente declarado ontem em rede social o novo selo de Deep Factory: AURA VIRGIN RECORDS. Pode parecer até brincadeira, pelo fato de recentemente ele ter terminado o contrato com a Brandit Music e começado um novo com a J.V.Recordings, onde lançou GHOST e três singles. Mas o fato é que esse mesmo selo de seu amigo Julio Verner parece ter dado uma mãozinha para que tudo pudesse se concretizar. Apesar da noticia ser espetacular em ter nosso produtor com selo próprio onde poderá lançar seus singles, remixes, albuns, remakes e afins, a cára do novo portal ainda deve demorar um pouco a aparecer. Uma fonte próxima afirmou que o processo de inicialização de tudo leva um certo tempo (dias) para ser concluído pois terá de ser criado novos portais e páginas para abrigar o material inédito que está por vir. Os lançamentos continuarão sendo distribuídos em 240 países e nas principais plataformas digitais como Beatport, iTunes e Traxsource. Parabéns Deep! 

Lançado promocionalmente um videoclipe do projeto eletronico HOUSE HOLDERS de Vitória no ES. Nele a vocalista Samantha Luchi interpreta o sucesso de Jess Glyne - Right Here, em um cover pra lá de dançante. A base fica por conta de Deep Factory e o sax eletrônico com o músico Gabriel Santos. O projeto tem o segmento Deep House e realiza eventos fechados em todo o Espírito Santo para um publico selecionado. Aumente o som!



 

Divulgado nesse instante uma chamada de 25 segundos do novo álbum DRIVING AIMLESSLY a ser lançado em Abril pela J.V. Recordings. Pelo visto a faixa título vai ser a primeira faixa de trabalho do álbum com os vocais de Fredy Costa. A crítica anda se referindo a esse novo álbum como maduro e sofisticado. 




O novo álbum como já foi dito terá participações de vários cantores. E foi divulgada uma foto montagem com os mesmos hoje nas redes sociais. São eles: Larissa Vitorino, Liliane, The Rhuan, Fredy Costa, DJW, Matt Lopes, Mary Tozzo e Junior Hallex. DRIVING AIMLESSLY será lançado em Abril pela J.V. Recordings

Está é a capa do novo trabalho de Deep Factory a ser lançado em Abril. Driving Aimlessly é o décimo álbum de estúdio do produtor e contou com a participação de Fredy Costa, Liliane, o grupo The Rhuan, Larissa Vitorino, Junior Hallex, Mary Tozzo, Matt Lopes e o cantor norte americano DJW. O lançamento será pela J.V. Recordings


Para os apaixonados por álbuns físicos, fizemos um breve apanhado de todos os formatos lançados na era GHOST e sua respectiva divulgação ao redor do mundo com seus singles. Para começarmos, no lançamento o álbum foi feito em dois formatos, sendo ele simples e uma versão deluxe.

Na versão simples, confeccionada em envelopes no formato mini vinil,o álbum vinha com envelope interno com fotos promocionais protegendo o cd. A arte é altamente ilusionista tanto por fora como por dentro. Mesmo com seu lançamento em Dezembro, existem relatos de sortudos que o tiveram em mãos antes de todos, em meados de Agosto do mesmo ano. 
Já na edição deluxe, a embalagem abria ao meio e vinha com um mini álbum de fotos no encarte e a impressão do cd imitava também um vinil esverdeado muito bonito. 
O tamanho das embalagens também era diferente, sendo a deluxe menor e com uma faixa a mais que a versão simples: GLOW (Club Mix) que nada mais era do que a versão conceito inicial de quase doze minutos. 

Houve também uma distribuição de promos simples embalados em caixas vermelhas e sem encartes. Nesse formato, apenas vinham cinco faixas, as mesmas que formaram o nome do álbum.

Após o lançamento, algumas faixas ganharam destaques nas vendas e execuções o que gerou a produção de singles remixes. O primeiro foi o belíssimo SCORPYA


O formato físico não trouxe nenhuma novidade do lançamento digital. Apenas as três versões oficiais. A embalagem também em envelope simples. 


OMEGA veio em seguida, e junto ao single a surpresa de termos também remixes de GLOW

A versão SILENCE INTERLUDE não foi lançada oficialmente nas distribuições digitais, mas disponibilizada para download aqui no site e também na conta oficial no Soundcloud. A embalagem mais uma vez, em envelope simples. 

O single ainda ganhou prensagem europeia promocional com versões extendidas para casas noturnas. 



O terceiro e recém lançado LA MUSICA DELL'EST no formato físico veio com quatro faixas. Hieroglíficos são marcados no rótulo e no título da capa. É quase impossível compreender. 

A versão Original Mix é a mesma do álbum GHOST, e Baya Extended é uma alternancia extendida da faixa. Realmente muito bonito. 

GHOST teve o conceito de mostrar de uma forma bastante surreal os sérios problemas que passamos inclusive a crise hídrica. E com suaves acordes, acalma e conforta. É um álbum que marca mudanças de direções na carreira de Deep Factory. 
Créditos: J.V. RECORDINGS 
Ha algum tempo foi divulgado um album promocional de Deep Factory entitulado Oxygene. Nele, a principal novidade era o remake para o sucesso Rendez Vous 4 de Jean Michel Jarre. O remix foi divulgado em alguns poucos locais e Deep afirmou em rede social que era em homenagem a sua mãe. Eis agora a faixa oficialmente no Youtube para os que ainda não conhecem. É de se emocionar! 

Deep Factory esteve ontem em estúdio com o projeto de deep house capixaba House Holders e nas legendas das fotos divulgadas em redes sociais, indicavam a produção de fotos e de um videoclipe. Não sabemos se esse já fará parte da divulgação do novo álbum DRIVING AIMLESSLY que deverá ser lançado no final de Abril. O material deverá ser publicado em breve. 
Samantha - vocalista do projeto House Holders 

Gabriel - sax projeto House Holders 

Formação do projeto House Holders ao lado do empresário Robert Fernandes
Postada hoje uma foto promocional já da nova fase com a hashtag #drivingaimlessly. O novo album de Deep Factory tem previsão de lançamento para o final de abril pela J.V.Recordings. 

Tivemos acesso a algumas informações exclusivas sobre o lançamento do novo álbum de Deep Factory. O produtor nos falou um pouco do que vem por ai e de alguns projetos que já estariam em andamento. Confira:

SITE: Recentemente, com o lançamento do álbum GHOST você deu uma reviravolta em suas produções, deixando de lado o tribal e investindo pesado em estilos alternativos como o progressive e deep house. Seria essa mudança definitiva na sua carreira?
DEEP: A mudança não seria definitiva, mas a evolução sim. Após a mudança do nicho de mercado musical, alguns conceitos foram estudados e outros já colocados em teste. GHOST foi o primeiro deles a ser divulgado. Um álbum diferente, melódico, harmônico porém com um estilo próprio. Mesmo mesclando uma sonoridade peculiar com o tradicional, nota-se uma grande mudança já no contexto de produção. 


SITE: Sabemos que você já estaria com um álbum em andamento para lançamento em breve. Qual seria a linhagem desse novo trabalho? 
DEEP: Sim, o novo álbum vai se chamar DRIVING AIMLESSLY e pode-se dizer que é a melhor parte até agora de toda essa mudança. Eu ja tinha essa vontade de fazer algo mais conceitual e inovador que ao mesmo tempo pudesse resgatar uma atmosfera boa ao redor de si. Posso afirmar que levei 10 anos para criar algo no patamar desse novo trabalho. Estudos, aprendizados, experiências e uma bagagem inteira lapidada em um único lançamento. Ao mesmo tempo que ele me resume, ele não se define. Existe um pouco de tudo e todo esse contexto é aceitável logo na primeira audição. Mais uma vez tive a participação de artistas consagrados que sempre acreditaram em meu trabalho e acompanharam minha evolução. 

"O novo álbum vai se chamar DRIVING AIMLESSLY e pode-se dizer que é a melhor parte até agora de toda essa mudança." Deep Factory


SITE: Sabemos que você começou na cena eletrônica ha quase 20 anos como Dj e alguns anos depois arriscava seus primeiros mashups em rádios locais o que logo se espalhou mundo afora. Existe alguma possibilidade de você voltar a tocar, a fazer apresentações ou até mesmo um show com suas produções?
DEEP: Essa seria a cereja do bolo. Estou com um projeto muito interessante em andamento com um Live chamado HOUSE HOLDERS que é direcionado ao Deep House aqui na cidade de Vitória no ES. Estamos analisando a proposta de algumas apresentações, inclusive com faixas desse novo álbum sendo executadas ao vivo. A música nunca vai sair de mim. Não sou aquele tipo de pessoa que fica estática em um único segmento. Gosto de experimentar coisas novas, sensações novas e isso me move. É uma viagem que trago ao longo da minha vida, com momentos marcantes que sempre foram expressados e catalogados nas minhas produções. 

SITE: Alguns vídeos de divulgação estão sendo retirados do Youtube. Teria alguma ligação com a quebra de contrato com a BRANDIT MUSIC?
DEEP: Definitivamente não. Eu e uma pequena equipe estamos revendo tudo o que foi lançado até agora com o nome Deep Factory. O que está ainda ativo na rede está sendo reformulado. Muitos videoclipes estão sendo reeditados e outros sendo feitos ainda para esse lançamento. Nunca escondi nada de meus admiradores e fãs e vejo essa fase da minha carreira como se estivesse passando a limpo, muita coisa que hoje pra mim se tornou apenas um rascunho e que não existe mais motivos para ficar em evidência. É como se eu estivesse pegando as partes ruins e apagando para deixar apenas as boas, apenas as partes realmente importantes para apresentar. Tem dado um pouco de trabalho. Estou empenhado nesse álbum desde o início de 2014 e hoje ao ouvi-lo percebo o quão satisfatório ele se encontra para ouvidos exigentes e refinados. 


"Nunca escondi nada de meus admiradores e fãs e vejo essa fase da minha carreira como se estivesse passando a limpo, muita coisa que hoje pra mim se tornou apenas um rascunho e que não existe mais motivos para ficar em evidência." Deep Factory

SITE: Houve uma divulgação de diferentes formatos físicos em seus lançamentos. Atualmente somos felizardos em ter a maioria. Existe algum projeto com relação aos lançamentos para esse ano além do formato digital com a J.V. Recordings?
DEEP: A praticidade chegou para ficar e o mundo em que vivemos não mais nos dispõe de tempo o suficiente para buscar em uma estante gigante algum título em vinil, nem tão quanto para limpar um a um. Os formatos digitais tornaram-se cada vez mais populares e consegui hoje acompanhar isso com meu nome. Você pode encontrar meus lançamentos através de seu Smartphone ou Iphone em lojas conceituadas como o Beatport ou até mesmo o Play Store com a comodidade de comprar em moeda nacional. Os formatos físicos em cd são de uma pequena tiragem apenas sob encomenda. E os interessados podem solicitar valores e informações através do formulário de contato aqui do site. Já os formatos em vinil, são feitos promocionalmente na Europa para divulgação em clubes e prensados pelos próprios dj´s. Sendo assim, não são itens fáceis de encontrar, porém não são impossíveis. A ideia é atingir todo e qualquer aparelho de som. E se em algum momento as fitas K7 voltarem a ser moda (o que eu não duvido) pode ter certeza que você vai encontrar minhas músicas também nesse formato. 

Créditos: Deep Factory Prod.
               Aura Tribe
               J.V.Recordings


Durante o mês de Fevereiro foi iniciado todo o tramite que encerra o contrato com a distribuição da BRANDIT MUSIC e repassou todo os direitos de lançamento para a J. V. RECORDINGS. E Deep Factory já havia dito que nessa migração algumas mudanças nos relançamentos seriam feitas. E irão começar pelo relançamento de ESSENCE. A arte foi alterada da versão anterior assim como algumas faixas também. Mysterious Mix (mesmo nome usado no single Forever Free) e duas versões diferentes para Aura Tribe abrem os olhos dos seguidores. Confiram a arte abaixo. O relançamento deve acontecer em Abril




 Abaixo a primeira versão do single lançada em 2013 pela Brandit Music.