ENTREVISTA EXCLUSIVA!

Dia 24 de março passado, foi o lançamento do EP Oficial Romania e foram feitas algumas materias para divulgar o material. Dentre elas ressaltamos algumas passagens interessantes sobre uma parte da vida pessoal do nosso produtor, feitas por uma fan e correspondente de uma conceituada casa noturna que convidou Deep a uma pequena coletiva em sua cidade natal. Rápido, ele observa o que é dito, pensa no que diz e não volta atrás no que fala. O Dj mostrou um lado de sua personalidade forte nas respostas. Confira abaixo um trecho da entrevista:


E.: As letras e melodias de Romania, são diretamente voltadas a sentimentos. Existiu alguma inspiração para que fossem escritas?
DF: Sim, sempre há. Eu direciono minha mente no atual sentimento em meu coração e a coisa flui. Já havia feito isso no meu album Heart a alguns anos. Dessa vez me encontrava em uma reluzente atmosfera e apenas deixei meus sentimentos guiarem as notas, as melodias, as letras. Foi algo muito significativo pra mim, e o resultado ficou pronto em Janeiro. 
E.: Essa divina inspiração ainda permanece ao seu lado, ou seja, teremos mais novidades vindas desse álbum, já que cojita-se uma segunda parte do mesmo? 
DF: Infelizmente, não estou mais com a pessoa responsável por essa inspiração. Tive momentos difíceis, como todo ser humano quando termina algum relacionamento. Mas estou me levantando, pois acredito que tudo acontece na hora e momento certo. Vou sim fazer mais coisas em cima desse cd, pois foi apenas o começo o lançamento do album.
E.: Você ainda tem contato com essa pessoa? 
DF: (silêncio) Eu estou bem. Mas acredtio que sobre minha vida particular, até onde eu disse é o limite do seu interesse. 
E.: Desculpe, é nunca nos foi divulgado quem ao certo seria essa pessoa, como você é alguém que trabalha com o público, é fotografado com várias em uma só noite. Mas também temos informação que Deep Factory não mantém as mesmas companias por um longo periodo de tempo. Em seu vídeo Walking Away, a inspiração para algo extremamente viajante é fascinante. Inclusive a crítica fala de uma certa apologia à drogas no final do vídeo, onde supostamente aparece uma plantação de maconha. Foi proposital?
DF: O vídeo mostra claramente a mudança de comportamento quando estamos tentando nos livrar de algo que não nos faz bem. O corpo entra em mutação, em conflito e os pés não tocam mais o chão. A cabeça viaja a milhas por hora e automaticamente buscamos ajuda em alguma força superior. Mas no final, quando conseguimos equilibrar tudo de novo, os pés sim voltam pisar firme. E você pode ver que mesmo com os cães latindo, a carruagem passa e a caminhada continua. Talvez mesmo, a parte do final seria uma apologia à droga, pois estamos entorpecidos quando amamos alguém, e não existe vício maior a ser controlado. 
E.: No album tem uma faixa de Larissa Vitorino, a qual seria o carro chefe, Romania. Todos esperavam ela como single de divulgação, mas ficou para segundo plano. Quais seriam os projetos para essa faixa? 
DF: Larissa é uma amiga de anos atrás, e a faixa que ela canta tem alto potencial. Escolhemos Walking Away apenas como uma entrada do prato principal. Mesmo a faixa não contendo toda a letra original, está sendo bem difundida. E se nesse single inicial o arremedo seria de apenas "andar por ai" em Romania, vamos trabalhar em cima de "Paz, amor e paraiso". Depois da confusão de sentimentos, o equilibrio sempre acontece. 


Entre alguns momentos, Deep se mostrou impaciente com a entrevista, mas de forma alguma quis tocar em assuntos sentimentais. Falou sobre a parceiria com o selo, sobre supostos remixes como o single para Walking Away que ainda deve ser trabalhado ja nesse mês de Abril e poderá ter remixes do produtor Hytraxx. A entrevista foi feita no apartamento de um amigo, e logo após responder algumas perguntas, educadamente se levantou e saiu a porta. Deep Factory tem a caracteristica de não esconder o que quer. E nada consegue tirar de seu caminho o que ele mesmo impõe. No sábado seguinte, aconteceu uma festinha privada entre amigos, divulgando seu novo trabalho. Rumores afirmam que a festa se estendeu ate altas horas de domingo.

Entrevsita: Erika Gomes